Mossoró 19 de Setembro de 2019 03:46h
Política

Construção civil superou oferta de mão-de-obra nos governos Rosalba

O volume de obras públicas e o saneamento básico do município quando Rosalba era prefeita foram apontados pelo empresário como fatores que aqueceram o setor.

23 de Setembro de 2016 - 17:48hs

"Estamos vivendo quase uma calamidade na construção civil por falta de obras". A manifestação é do empresário Cristiano Tito, da empresa Proel Engenharia, lembrando que nos governos de Rosalba Ciarlini faltou mão-de-obra em Mossoró. "Tivemos que contratar trabalhadores de outros municípios", afirmou, durante conversa da candidata do PP à Prefeitura de Mossoró com trabalhadores em um canteiro de obras da empresa, nesta sexta-feira, 23.

O volume de obras públicas e o saneamento básico do município quando Rosalba era prefeita foram apontados pelo empresário como fatores que aqueceram o setor. Hoje, como se não bastasse a falta de obras, a Prefeitura ainda emperra a liberação de licenças ambientais e alvarás." Os alvarás e licenças demoram muito tempo", desabafa.

Rosalba voltou a dizer que, como o setor que mais empregava em Mossoró, a construção civil precisa de atenção. " Eleita, irei buscar os meios para novas obras para aquecer o setor, gerando emprego e renda e movimentar a economia", assegurou.

Uma das maiores marcas da gestão de Rosalba como prefeita foi o saneamento básico, com mais de 200km de rede de esgotos, além de grandes obras, como o Teatro Municipal Dix-Huit Rosado e o Ginásio Poliesportivo Pedro Ciarlini, e construção e reformas de vários equipamentos do município. Rosalba também erradicou 19 favelas e construiu mais de 4 mil casas. Todas essas ações contribuíram para o êxito da construção civil em Mossoró.

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece