Mossoró 23 de Setembro de 2018 11:40h
Economia

CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA NO RN CRESCE 2,2% NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2018

A classe com maior representatividade no consumo foi a Residencial, que representou 39% da energia entregue pela Distribuidora e fechou o trimestre com uma alta de 2,9%.

13 de Abril de 2018 - 10:09hs

Resultado de imagem para alta no consumo de energia

Findo o primeiro trimestre de 2018, a Cosern, empresa do Grupo Neoenergia, registrou um crescimento de 2,2% no consumo de energia elétrica no Rio Grande do Norte quando comparado ao mesmo período de 2017. 

A classe com maior representatividade no consumo foi a Residencial, que representou 39% da energia entregue pela Distribuidora e fechou o trimestre com uma alta de 2,9%. Dois quesitos contribuíram para a alta nessa classe: o incremento de 27.876 novas unidades consumidoras somado ao crescimento do consumo médio residencial em 0,55%. 

A classe comercial também apresentou sinais de melhoras no trimestre, com um crescimento de 3,8%, tendo como principal destaque o avanço no consumo do comércio varejista. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a variação no volume de vendas do comércio varejista foi de 11,2% no acumulado até fevereiro de 2018. 

O desempenho positivo de 4,2% na classe rural é reflexo da alta no consumo do setor de aquicultura do estado, que contrastou com o desempenho da agropecuária rural e da agroindústria neste primeiro trimestre de 2018. 

A indústria do estado continua reduzindo seu consumo, movimento que começou em 2014 e que persiste em sua trajetória descendente. Cabe destacar o desempenho negativo dos três principais setores consumidores de energia do estado que, juntos, representam 76% da classe industrial: extração de petróleo e gás natural, fabricação de cimentos e têxtil. 

O desempenho negativo dessas classes resultou em uma redução no consumo de energia da classe industrial em 1,7% no primeiro trimestre de 2018, quando comparado ao mesmo período de 2017. 

As outras classes que englobam o serviço público, a iluminação pública, o poder público e o consumo próprio obtiveram, juntas, um crescimento de 2,9% nesses três primeiros meses do ano. 

Confira a tabela: 

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece