Mossoró 24 de Março de 2019 21:09h
Dica de viagem

De malas prontas

Mercado ainda possibilita boas opções para quem não comprou seu pacote de viagem para o fim de ano

16 de Outubro de 2018 - 09:19hs

Da Redação*

O fim de ano se aproxima e, com ele, as viagens para vivenciar o período em destinos que possibilitem experiências diferenciadas. Algumas pessoas se antecipam e buscam logo assegurar passagens e hospedagem – procedimento que pode viabilizar preços mais acessíveis, segundo explica Carlos Gregório, diretor de uma agência de viagens de Mossoró. Mas, nem tudo está perdido para quem não se organizou. Ainda é possível encontrar boas oportunidades.

No mercado mossoroense, os destinos mais procurados para o Réveillon são Rio de Janeiro, Salvador, Gramado e Fernando de Noronha. Com relação à América do Sul, Buenos Aires, capital da Argentina, também tem sido procurada. Carlos Gregório explica que, entre abril e maio, sua empresa conseguiu boas oportunidades para os clientes. Ele afirma que o segredo para quem deseja viajar e economizar é comprar com antecedência.

“Porém, se agora em meados de outubro pessoas que residem em Mossoró quiserem se organizar, ter calma e entender que podemos encontrar boas oportunidades, é possível, sim, garantir um bom destino para o fim de ano”, diz.

Contudo, garantir um fim de ano especial é bem mais do que definir o destino. Segundo Carlos Gregório, prudência é fundamental para evitar futuros aborrecimentos durante a viagem ou já no destino escolhido. “A primeira dica para que as pessoas não passem por aborrecimento na hora de viajar é que comprem por meio de uma agência que garanta a certeza de uma viagem segura, tranquila, onde tudo funcione”, pontua.

A segunda orientação é não se esquecer dos documentos necessários para a viagem. “Se o destino é internacional, é preciso ficar atento quanto ao visto, à validade do passaporte e à necessidade ou não de seguro-viagem. Ter o documento correto é imprescindível para não ser barrado na imigração. São detalhes que fazem a diferença e a inobservância deles pode transformar o sonho da viagem em pesadelo”, orienta Gregório, frisando ainda que alguns destinos, como o Caribe, exigem vacinação contra a febre amarela.

O casal de namorados Mariana Gurgel/Lenilson Marinho vai para Gramado (RS) no final do ano. Lenilson é médico e Mariana trabalha em uma agência de viagens. Os dois compraram um pacote de viagens com direito a passagens áreas, hospedagem, passeios e ingresso para o Natal Luz. “Compramos o pacote com cerca de 200 dias de antecedência, o que nos garantiu uma ótima economia”, diz Lenilson.

MERCADO

No dia 13 de junho deste ano, as operações áreas comerciais foram retomadas em Mossoró por meio da companhia Azul, fator que, segundo Carlos Gregório, deve acentuar a venda de passagens neste ano.

“A operação da Azul na cidade vai garantir ainda mais mossoroenses viajando para o fim de ano, para ir cada vez mais longe. O aeroporto ativo estimula as pessoas a viajar, a se programar e a facilitar ainda mais suas viagens”, enfatiza.

ECONOMIA

O cenário da economia brasileira ainda não é dos mais animadores. Questionado sobre se a realidade econômica do país tem se refletido negativamente em sua agência e no mercado mossoroense com relação às compras de pacotes ou de passagens para o fim de ano/início do ano seguinte, Gregório responde que a crise “peneira as boas empresas”.

“A crise peneira as boas empresas. No segmento de agências não é diferente. A gente sempre acaba movimentando o mercado, mostrando aos clientes as vantagens de se adquirir o serviço. Particularmente na minha agência, conseguimos negociar com fornecedores e possibilitar boas promoções e oportunidades para os clientes. A crise serve justamente para peneirar as boas empresas. Então, aqui na agência, temos a preocupação de resistir à crise e oferecer boas opções para os nossos clientes”, frisa.

*Reportagem publicada na edição de setembro da Revista Acontece 

 

 

 

 

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece