Mossoró 20 de Outubro de 2019 08:36h
TV & Celebridades

Dezesseis filmes brasileiros vão disputar uma indicação ao Oscar 2017

Como esperado, 'Boi neon', de Gabriel Mascaro, e 'Mãe só há uma', de Anna Muylaert, estão fora da lista

07 de Setembro de 2016 - 08:58hs

trwetu

Dezesseis longas nacionais vão tentar uma vaga ao Oscar de melhor filme estrangeiro, no ano que vem. A lista das produções inscritas foi divulgada pela Secretaria do Audiovisual e conta com “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, e “Chatô – O rei do Brasil”, de Guilherme Fontes. Uma comissão de pessoas ligadas ao audiovisual está encarregada de escolher o representante brasileiro na premiação americana. O anúncio será feito no dia 12.

Como esperado, “Boi neon”, de Gabriel Mascaro, e “Mãe só há uma”, de Anna Muylaert, estão fora da lista. Os dois diretores haviam anunciado que retirariam seus filmes da disputa, por questionarem a imparcialidade da comissão, alvo de polêmica desde que um de seus integrantes (o crítico Marcos Petrucelli) condenou nas redes sociais a atitude da equipe de “Aquarius” (que protestou contra o impeachment em Cannes) e acusou Mendonça Filho de usar dinheiro público para ir ao festival. Mesmo assim, a quantidade de filmes inscritos é alta — no ano passado, foram nove títulos.

Em nota, o ministro da Cultura, Marcelo Calero, disse confiar “plenamente na isenção e na capacidade da comissão avaliadora”. “Será um trabalho difícil, pois a safra de filmes brasileiros está excelente”, afirmou.

Os outros filmes que vão tentar uma vaga no oscar são “A despedida”, de Marcelo Galvão; “Mais forte que o mundo”, de Afonso Poyart; “O outro lado do paraíso”, de André Ristum; “Pequeno segredo”, de David Schurmann; “Uma loucura de mulher”, de Marcus Ligocki Júnior; “Nise – O coração da loucura”, de Roberto Berliner; “Vidas partidas”, de Marcos Schetchman; “O começo da vida”, de Estela Renner; “Menino 23: Infâncias perdidas no Brasil”, de José Belisario Cabo Penna Franca; “Tudo que aprendemos juntos, de Sérgio Machado”; “Campo Grande”, de Sandra Kogut; “A bruta flor do querer”, de Andradina Azevedo e Dida Andrade; “Até que a casa caia”, de Mauro Giuntini; e “O roubo da taça”, de Caito Ortiz.

A comissão especial do Oscar é formada por Marcos Petrucelli, Adriana Rattes, Luiz Alberto Rodrigues, George Torquato Firmeza, Bruno Barreto, Carla Camurati, Paulo de Tarso Basto Menelau, Silvia Maria Sachs Rabello e Sylvia Regina Bahiense Naves.

Veja a lista completa de filmes:

  • “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho
  • “Chatô – O rei do Brasil”, de Guilherme Fontes
  • “Mais forte que o mundo – A história de José Aldo”, de Afonso Poyart
  • “Nise – O coração da loucura”, de Roberto Berliner
  • “Campo Grande”, de Sandra Kogut
  • “Menino 23: Infâncias perdidas no Brasil”, de Belisário Franca
  • “Pequeno segredo”, de David Schürmann
  • “O roubo da taça” de Caíto Ortiz
  • “A despedida”, de Marcelo Galvão
  • “O outro lado do paraíso”, de André Ristum
  • “Uma loucura de mulher”, de Marcus Ligocki Júnior
  • “Vidas partidas”, de Marcos Schechtman
  • “Tudo que aprendemos juntos”, de Sérgio Machado
  • “O começo da vida”, de Estela Renner
  • “A bruta flor do querer”, de Andradina Azevedo e Dida Andrade
  • “Até que a casa caia”, de Mauro Giuntini

 

 

Fonte: Extra

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece