Mossoró 20 de Julho de 2019 04:35h
Estado

Em 10 anos, RN perde quase 60% de turistas estrangeiros

Os dados constam no Anuário Estatístico do Turismo 2019 – Ano Base 2018, divulgado pelo Ministério do Turismo este mês, e tem como base de dados os registros de entrada de estrangeiros no Brasil efetivados pela Receita Federal.

23 de Junho de 2019 - 09:58hs

Resultado de imagem para turistas em natal

foto:jornaldeturismo.tur.br

Em uma década, a movimentação de turistas internacionais no Rio Grande do Norte caiu 59,35%. O quantitativo de visitantes dos mais diversos países do mundo saiu dos 70.541, em 2008, para 28.672 no ano passado. Os dados constam no Anuário Estatístico do Turismo 2019 – Ano Base 2018, divulgado pelo Ministério do Turismo este mês, e tem como base de dados os registros de entrada de estrangeiros no Brasil efetivados pela Receita Federal. O estudo mostra, ainda, evolução da movimentação internacional no Turismo nos Estados do Ceará e Pernambuco no mesmo período, com variações positivas de 8,95% e 48,28%, respectivamente.

Em 2008, o Rio Grande do Norte recebeu, somente no mês de janeiro, 10.933 turistas de países diversos. Uma década depois, o número caiu para menos da metade, 4.500 visitantes internacionais, no mesmo mês de referência. Ao longo de 2008, cerca de 99,5% dos visitantes estrangeiros que o Rio Grande do Norte recebeu chegaram via aérea. Esse percentual caiu para 98,09% no ano passado, quando 28.127 pessoas entraram no Estado pelo Aeroporto Int. Gov. Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante. Pelo Terminal Marítimo de Passageiros, no Porto de Natal, 545 turistas pisaram em terras potiguares.

Historicamente, o número de turistas estrangeiros no Rio Grande do Norte vem caindo desde o apogeu da crise financeira europeia, a partir de 2007, que reduziu a zero o número de voos fretados oriundos principalmente da Holanda. Natal, que havia se tornado o paraíso de verão de centenas de famílias europeias que inclusive adquiriram empreendimentos imobiliários na capital e região metropolitana local, sofreu os efeitos da depressão nas finanças dos europeus. Uma leve recuperação foi registrada em 2014, ano da Copa do Mundo no Brasil e com quatro jogos sediados em Natal, mas não suficiente para superar o número registrado em 2008.

De todos os turistas internacionais que desembarcaram no Estado em 2008, aproximadamente 97% vinham da Europa (68.583 pessoas) com destaque para os oriundos de Portugal (17.624), da Itália (16.250), da Holanda (9.597) e da Espanha (8.502). Naquele ano, os argentinos eram 1.693. Em 2018, os “hermanos argentinos” passaram a ser maioria em visita ao Rio Grande do Norte (8.900 pessoas) e o quantitativo de portugueses sucumbiu para 4.246, seguido de 3.991 italianos, 761 holandeses e 1.281 espanhóis. O total de turistas europeus no Estado no ano passado foi de 18.987 pessoas. Uma leve melhora em relação a 2017, quando chegaram 17.261 estrangeiros.

TRIBUNA DO NORTE

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece