Mossoró 16 de Outubro de 2018 11:28h
Economia

Expofruit 2018 está com 170 expositores confirmados

Ao todo, 280 estandes foram comercializados nesta edição da Feira de Fruticultura Tropical Irrigada, que será realizada em Mossoró, na Estação das Artes

09 de Agosto de 2018 - 05:50hs

Resultado de imagem para luiz barcelos melão

A Feira Internacional de Fruticultura Tropical Irrigada, mais conhecida como Expofruit, será realizada este mês – em Mossoró – entre os dias 21 e 23. Para o presidente do Comitê Executivo de Fruticultura do RN (Coex), Luiz Roberto Barcelos, quem não adquiriu estandes é melhor se mexer, porque 280 já foram vendidos e 170 expositores já estão confirmados. Este ano, a perspectiva é de que a feira movimente R$ 40 milhões em negócios.

O local da feira foi mudado. Até a última edição, realizada há dois anos, foi na Universidade Federal Rural do Semiárido (Ufersa). Desta vez, o palco será na Estação das Artes, porém, tudo no município de Mossoró. “Vamos receber clientes, fornecedores e muitos visitantes. A Expofruit deste ano será especial, porque vivemos um momento difícil que estamos superando”, disse Barcelos. No estado, a fruticultura gera 20 mil empregos diretos numa área plantada de 20 mil hectares. O setor fatura cerca de R$ 900 milhões por ano, sendo 50% vindo das exportações e 50% do mercado interno. A feira também terá uma rodada de negócios no dia 22 deste mês, das 19h às 22h.

A feira, que reúne delegações de países como França, Itália, Alemanha, Espanha, Holanda, República Tcheca, Bélgica, Noruega, EUA, Rússia e muitos outros, vem crescendo a cada edição e já é a mais representativa no segmento da fruticultura tropical irrigada no Brasil. O seu sucesso está na satisfação de expositores e participantes que encontram nela a oportunidade perfeita para gerarem negócios. O secretário estadual de Agricultura, Guilherme Saldanha, deixou claro que a Expofruit 2018 será a maior de todas e destacou que, da pauta de exportações, há pelo menos seis tipos de frutas entre os 20 maiores produtos vendidos.

De acordo com Saldanha, o mercado de fruticultura deverá crescer em até 100% nos próximos anos, principalmente pelo processo de abertura do mercado da China. “O Rio Grande do Norte é o segundo maior exportador de frutas do país e o Porto de Natal é o maior exportador de frutas do Brasil, porque a produção de outros estados escoa por aqui”, explica Saldanha. O secretário disse ainda que o governo do Estado vai facilitar a liberação do crédito rural.

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece