Mossoró 16 de Fevereiro de 2019 08:39h
Cotidiano

Faculdade Diocesana passará a ser Faculdade Católica do Rio Grande do Norte

O diretor da Faculdade Diocesana de Mossoró, Padre Charles Lamartine, realizou reunião para discutir detalhes da solenidade de inauguração das instalações da Biblioteca Dom Mariano Manzana e apresentação do novo nome da Faculdade

05 de Fevereiro de 2019 - 11:10hs

No dia 11 de fevereiro de 2019, segunda-feira, a Faculdade Diocesana de Mossoró começa mais uma fase de sua história na educação de nível superior do estado. A data foi a escolhida para o início de dois momentos marcantes da Instituição de Ensino, que são: a inauguração da estrutura física da Biblioteca Dom Mariano Manzana e a mudança de identidade para Faculdade Católica do Rio Grande do Norte. A solenidade acontece a partir das 19h30.

“Neste momento vamos reunir muitos amigos para dividir essa conquista, compartilhar nossa alegria de poder realizar grandes sonhos do nosso querido mestre Pe. Sátiro [Cavalcanti], diretor fundador. A inauguração da biblioteca, em uma homenagem justíssima a Dom Mariano, e a nossa transição para Faculdade Católica do Rio Grande do Norte, marcam a história dessa Instituição, que nasceu e permanecerá com o compromisso da formação profissional e humana”, comemora o diretor geral da faculdade Pe. Charles Lamartine.

A Biblioteca Dom Marino Mazana funciona desde 2014 no Colégio Diocesano Santa Luzia e agora passa a ter o seu próprio espaço, em uma justa homenagem ao bispo da Diocese de Mossoró. O novo prédio tem 1.846 m² com estrutura construída em oito meses. Ele foi inspirado em conceituadas bibliotecas de outras universidades. “A imagem de que toda biblioteca é fechada, escura e intimidadora, fica para trás”, comenta a arquiteta do Estúdio 43, responsável pelo projeto, Wanderlânia Lima: “ela já nasce para quebrar paradigmas”, completa.

Na divisão espacial, o acervo da Biblioteca Dom Mariano Manzana abrigará mais de 3.000 mil livros no andar térreo e salas de aula que ficarão, provisoriamente, no andar superior. O prédio é composto ainda por recepção, guarda-volumes, sala de reprografia, sala de inclusão, sala de processamento técnico, sala de estudo individual, cabines de estudo coletivo, espaço digital, sala de informação, diretoria, copa, banheiros acessíveis e depósito. Também, na perspectiva humanizadora, possui uma varanda de leitura ao ar livre com jardins e paredes envidraçadas que articulam uma visão do ambiente exterior.

SUSTENTABILIDADE - O projeto também levou em conta elementos sustentáveis: as grandes janelas em vidro, com cobertura em brises solares, permitem a entrada de luz natural, promovendo economia de energia, além de proteger os livros de radiação solar direta; os jardins são compostos por um sistema de irrigação com micro gotejadores, causando uma redução no consumo da água, que, por sua vez, é reutilizada do sistema de refrigeração.

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece