Mossoró 21 de Março de 2019 05:29h
Geral

Justiça ordena bloqueio de R$ 50 milhões das contas de João de Deus

O líder religioso nega as acusações e alega “não se lembrar” das mulheres que o denunciaram.

28 de Dezembro de 2018 - 06:51hs

Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Tribunal de Justiça determinou nesta quinta-feira (27) o bloqueio de R$ 50 milhões das contas do médium João de Deus, preso após centenas de denúncias por abuso sexual durante atendimentos espirituais em Abadiânia. O líder religioso nega as acusações e alega “não se lembrar” das mulheres que o denunciaram.

Caso João de Deus seja condenado, este valor bloqueado será utilizado para reparação das vítimas. Apesar da decisão ter sido apurada pela TV Anhanguera, o advogado de defesa do médium, Alberto Toron, disse que ainda não recebeu qualquer informação sobre a medida.

Também nesta quinta, o juiz Wilson Safatle Faiad, responsável pelo plantão no Tribunal de Justiça de Goiás, concedeu a prisão domiciliar para João de Deus pelo crime de posse ilegal de arma de fogo. A equipe de defesa do médium entrou com um pedido de habeas corpus no Supremo Tribunal Federal para esse crime.

De acordo com a Agência Brasil, o juiz estabeleceu uma série de condições para a concessão da prisão domiciliar, como pagamento de fiança de R$ 1 milhão, monitoração eletrônica, recolhimento do passaporte e desde que não esteja preso por outro motivo. Apesar da decisão, João de Deus continuará preso por conta das acusações de abusos sexuais.

NOTÍCIAS AO MINUTO

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece