Mossoró 19 de Outubro de 2019 02:11h
Cotidiano

Mossoró: Indicativo de greve poderá ser aprovado pelos professores da rede municipal

SindiSerpum afirma que a Prefeitura ainda não atualizou este ano os salários dos professores, em conformidade com o Piso Nacional do Magistério, e também não abriu negociações para discutir à pauta da categoria

22 de Fevereiro de 2019 - 14:45hs

Servidores realizaram protesto contra a Prefeitura de Mossoró - (Foto: SindiSerpum)

 

O SindiSerpum (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró) marcou para a próxima quarta-feira (27) assembleia com os professores  da rede municipal, ocasião em que poderá ser aprovado indicativo de greve. A entidade afirma que a Prefeitura ainda não atualizou este ano os salários dos professores, em conformidade com o Piso Nacional do Magistério e também não abriu as negociações da pauta da categoria apresentada mediante ofício no último mês de dezembro.

“Essa pauta reivindica reajuste dos salários dos professores, em conformidade com o novo valor do Piso Nacional do Magistério; mudanças de classe, que se refere ao Plano de Carreira da categoria; reajuste do auxílio deslocamento, para os professores que trabalham na Zona Rural; concurso para o cargo de professor; e eleição direta das diretorias das escolas”, pontua Marleide Cunha, presidente do SindiSerpum, acrescentando que, em janeiro deste ano, a entidade encaminhou novo ofício à Prefeitura de Mossoró, cobrando a realização de audiência para discussão da pauta de reivindicações.

Reivindicações concernentes às categorias agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias também foram entregues à Prefeitura de Mossoró, menciona o SindiSerpum. “Em novembro do ano passado, entregamos a pauta de reinvindicações dos agentes comunitários de saúde e dos agentes de combate às endemias. Essa pauta versa sobre reajuste salarial de 15,8%, acréscimo relacionado ao Piso Nacional dessas categorias, e também sobre o auxílio transporte. Nós do sindicato ainda vamos nos reunir para deliberar quais ações deverão ser empreendidas para cobrar a negociação dessas pautas”, explica Marleide.  

MOBILIZAÇÃO

Na última quarta-feira (20), professores, agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias foram às ruas, atendendo ao chamamento do SindiSerpum e em adesão a uma parada de advertência.

Os servidores caminharam da sede do SindiSerpum até à Câmara Municipal, onde a presidente da entidade, Marleide Cunha, se pronunciou na tribuna, criticando a gestão Rosalba Ciarlini no tocante aos direitos do funcionalismo municipal.

 

 

 

 

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece