Mossoró 19 de Outubro de 2019 02:21h
Cotidiano

Mossoró: Professores da Rede Municipal iniciam greve no próximo dia 8

Categoria se reuniu em assembleia, na manhã desta quarta-feira (27)

27 de Fevereiro de 2019 - 12:30hs

Professores da Rede Municipal durante assembleia na manhã desta quarta-feira (27) - (Foto: SindiSerpum)

 

Em assembleia realizada na manhã desta quarta-feira (27), no auditório da Estação das Artes Elizeu Ventania em Mossoró, os professores da Rede Municipal de ensino decidiram iniciar, a partir do próximo dia 8 de março, greve por tempo indeterminado.

A assembleia reuniu cerca de 200 professores, segundo o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (SindiSerpum). A presidente da entidade, Marleide Cunha, afirma que a greve foi motivada pelo fato de a Prefeitura da cidade não ter atualizado este ano os salários dos professores, em conformidade com o Piso Nacional do Magistério, e também não ter aberto as negociações da pauta da categoria, apresentada mediante ofício no último mês de dezembro.

A categoria e o sindicato reivindicam reajuste dos salários dos professores, em conformidade com o novo valor do Piso Nacional do Magistério; mudanças de classe, que se refere ao Plano de Carreira da categoria; reajuste do auxílio deslocamento, para os professores que trabalham na Zona Rural; concurso; e eleição direta das diretorias das escolas. Em janeiro, segundo a presidente do SindiSerpum, a entidade sindical encaminhou novo ofício à Prefeitura de Mossoró, cobrando a realização de audiência para discussão da pauta de reivindicações.

“Outro fator também motivou a deflagração da greve. Os professores estão preocupados com a falta de condições de trabalho e citam como problemas o forte calor nos ambientes de ensino, superlotação de salas de aula, falta de estrutura de combate a incêndio e a falta de pessoas para auxiliar nos trabalhos voltados a crianças com deficiência”, frisou Marleide Cunha.

Questionada pela nossa reportagem sobre a adesão à greve, a presidente do SindiSerpum salientou que o movimento ganhará mais força, à medida que a equipe do sindicato realizar visitas nas escolas da rede municipal, conscientizando os profissionais da educação sobre os motivos e importância da greve. “No próximo dia 8, escolas da Rede Municipal de Ensino já não terão aulas. A adesão à greve deverá se fortalecer à medida que formos às escolas e informarmos e conscientizarmos os professores sobre os motivos e importância da paralisação”, destacou.

Marleide Cunha pontuou ainda que os profissionais presentes à assembleia já deverão começar a avisar os pais de alunos sobre o início da paralisação. Sobre a possibilidade de a Prefeitura de Mossoró se dispor a negociar com a categoria e a greve ser cancelada em virtude da tratativa, a presidente do SindiSerpum afirma que o início da paralisação no dia 8 de março já é uma realidade, mas que as eventuais propostas do Município poderão ser apresentadas à categoria.

“Se a Prefeitura se dispor a conversar conosco e apresentar propostas, dependendo das proposições, vamos reunir a categoria no dia 8 de março e deliberar sobre se a greve terá prosseguimento”, explica.

O Portal Acontece RN entrou em contato com a assessoria de comunicação da Prefeitura de Mossoró para saber se o Município se manifestará sobre a greve dos professores. Caso seja encaminhado posicionamento, será acrescentado a esta reportagem.

 

 

 

 

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece