Mossoró 19 de Novembro de 2019 08:25h
Mundo

Pena de morte para quem matar policiais, diz Trump

“Temos que respeitar nossa fantástica polícia. Nós não somos gratos à nossa polícia como deveríamos. Nós não damos a eles o respeito que merecem. É claro que há maçãs podres e coisas ruins acontecem, mas isso é divulgado pela imprensa por duas semanas e todos passam a odiar os policiais. O fato é que eles fazem um trabalho incrível e nós devemos dar a eles mais autoridade e respeito.”

03 de Janeiro de 2017 - 18:58hs

Resultado de imagem para trump

O presidente eleito nos Estados Unidos, Donald Trump, declarou que vai lutar pela tolerância zero em relação à violência no país. E vai começar dando total apoio à polícia.

“Um ataque contra as forças policiais é um ataque contra nosso país e contra nossas famílias. Nós devemos permanecer solidários às forças policiais lembrando-nos que ela é a fronteira que separa a civilização do caos total. (…) Qualquer um que assassinar um policial será submetido à pena de morte”, disse.

Trump ainda ressaltou a importância de se resgatar o respeito pela autoridade policial.

“Temos que respeitar nossa fantástica polícia.  Nós não somos gratos à nossa polícia como deveríamos. Nós não damos a eles o respeito que merecem. É claro que há maçãs podres e coisas ruins acontecem, mas isso é divulgado pela imprensa por duas semanas e todos passam a odiar os policiais. O fato é que eles fazem um trabalho incrível e nós devemos dar a eles mais autoridade e respeito.”

Suas declarações foram dadas no final de 2016. Agora, para integrar sua equipe, o presidente norte-americano conta com o experiente Rudy Giuliani, 72 anos, ex-prefeito de Nova York (1994-2001) que manifestou seu apoio incondicional a Trump durante a campanha, inclusive nos piores momentos. Ex-promotor contra a máfia e reconhecido por reduzir a quase zero a criminalidade em Nova York, ele é cotado para secretário da Justiça.

Geral Online

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece