Mossoró 13 de Dezembro de 2018 21:54h
Cultura

Prefeitura anuncia calendário da 22ª edição do Mossoró Cidade Junina

Evento foi submetido a um projeto de requalificação; atrações para o palco da Estação das Artes devem ser apresentadas em abril

09 de Março de 2018 - 16:33hs

Foto: ascom

A Prefeitura Municipal de Mossoró anunciou, nesta sexta-feira, 9, o calendário do Mossoró Cidade Junina (MCJ) 2018. O evento acontecerá entre os dias 02 e 30 de junho, com a missão de reiterar a tradição da cidade durante os festejos do período. O detalhamento foi realizado em solenidade no Palácio da Resistência, mas, na oportunidade, ainda não foram informadas as atrações que se apresentarão no palco da Estação das Artes Elizeu Ventania. A previsão, conforme informação da Prefeitura, é anunciar esses nomes na primeira semana de abril.

Ao longo da solenidade, a PMM ressaltou que o Mossoró Cidade Junina passou por um projeto de requalificação, desde a forma de contratação dos serviços, até o sistema de estrutura que será utilizado para instalação de stands, barracas, quiosques, camarotes, entre outros.

“Na Estação das Artes, a equipe responsável pelo projeto verificou a necessidade de readequação na estrutura, especialmente os camarotes. O institucional, que ocupava um trecho da Avenida Rio Branco, será instalado sobre o Largo Porcino Costa”, explica o secretário municipal de Cultura, Eduardo Falcão. Para viabilizar essa alteração, o palco precisou ser recuado 23 metros, que aumentou a área de concentração de público com melhor ângulo de visualização dos shows. Outra mudança é que será apenas uma estrutura de camarote, com um pavimento destinado à exploração de atividade comercial por empresa promotora de eventos ou de turismo. O segundo pavimento continua sendo destinado a instituições e patrocinadores.

Durante explanação, a prefeita Rosalba Ciarlini destacou que estudos de impacto econômico demonstraram a contribuição do Mossoró Cidade Junina para a cidade em 2017. “As diretrizes definidas para a edição de 2018 foram também embasadas por estudos de impacto econômico realizados pela Fecomércio e Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, através de parceria com o Departamento de Economia. Esses estudos apontaram que, para cada R$ 1 investido no MCJ 2017, 4 retornaram para a cidade”,  frisou.

CHUVA DE BALA

Nesta sexta-feira, a Prefeitura também informou que, pela primeira vez na história do espetáculo ‘Chuva de Bala no País de Mossoró’, o elenco será dirigido por um mossoroense – Marcos Leonardo.

 Eduardo Falcão falou sobre a escolha. “Desde a sua idealização a ideia era trazer diretores renomados para interagir com os locais, para que um dia fosse um espetáculo genuinamente mossoroense, este será o primeiro em 16 anos. Nada melhor do que o nome de Marcos Leonardo para estar à frente deste novo momento”.

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT "Autismo: entenda o ritmo de cada um"