Mossoró 18 de Janeiro de 2019 21:19h
Educação

Prefeitura desenvolve política de valorização do professor

A iniciativa de fechar as escolas nesta segunda-feira foi da Secretaria Municipal de Educação para celebrar o Dia do Professor e permitir que todos os 1.200 profissionais do magistério da rede possam aproveitar a data.

16 de Outubro de 2018 - 06:32hs

Nesta segunda-feira, 15 de outubro, nenhuma das 96 unidades de ensino (Unidades de Educação Infantil e Escolas de Ensino Fundamental) da Rede Municipal estão abertas e seus mais de 20.000 alunos estão sem atividades aproveitando o feriadão.

A iniciativa de fechar as escolas nesta segunda-feira foi da Secretaria Municipal de Educação para celebrar o Dia do Professor e permitir que todos os 1.200 profissionais do magistério da rede possam aproveitar a data. Entretanto, a folga, de acordo com a secretária municipal de Educação, Magali Delfino, não representa prejuízo no calendário escolar.

“Um dia a mais de folga no feriadão para esse profissional que merece todas as honras. Uma segunda-feira para que professores e professoras possam descansar, passear, e aliviar o estresse dessa profissão que é uma grande responsabilidade. A folga no Dia do Professor não representa nenhum atraso no andamento do calendário escolar do Ano Letivo que é composto de 200 dias. O planejamento da folga foi feito para agradecer o empenho do professor que tem sido fundamental nos avanços que registramos na Educação Municipal”, destacou a secretária de Educação.

Mas a folga, justa e merecida, é apenas uma ação entre tantas outras da política de valorização do professor que a Prefeitura de Mossoró e a Secretaria de Educação tem desenvolvido para reconhecer a importância do profissional da educação. Desde que assumiu, a gestão a prefeita Rosalba Ciarlini tem somado esforços para garantir:

  • Salário maior que o piso nacional
  • Compromisso do pagamento em dia
  • Formação continuada
  • Processo Seletivo Simplificado

“A Rede Municipal de Ensino não só reconhece a Lei do Piso, como está pagando além do valor estabelecido, como forma de reconhecer o valor do nosso profissional. Apesar de todas as dificuldades, o município tem honrado esse pagamento em dia. Outra forma de valorizar o professor é dar eles condições de aperfeiçoamento nos nossos cursos de formação continuada sem custos para o profissional”, disse Magali Delfino.

“A Secretaria Municipal de Educação tem uma preocupação enorme com a saúde do professor. Antes era quase impossível um professor com problemas se afastar da sala e cuidar da saúde. Pela deficiência no quadro de pessoal ficava difícil conceder ao professor a Licença-Prêmio. Porém, de forma muito planejada, realizamos o Processo Seletivo Simplificado que contrata professor de forma temporária para permitir que o professor efetivo possa se afastar, gozar a sua licença, viajar, e principalmente cuidar da própria saúde”, finalizou a secretária municipal de Educação.

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT "Autismo: entenda o ritmo de cada um"