Mossoró 13 de Dezembro de 2019 14:25h
Estado

Presidente da FIERN apresenta Semana da Indústria à imprensa

Amaro Sales destacou a palestra do ex-ministro da Fazenda Mailson da Nobrega, que será na próxima quinta-feira, dia 25, o Dia da Indústria, sobre “As Perspectivas da Economia Brasileira” e afirmou que será um tema oportuno neste momento de recrudescimento da crise política, com implicações para retomada do crescimento do país.

22 de Maio de 2017 - 16:55hs

Exibindo DSC_4056.JPG

O presidente do Sistema FIERN, Amaro Sales, apresentou a programação da Semana da Indústria aos jornalistas das emissoras de televisão, jornais, blogs e portais que participaram da entrevista coletiva na manhã desta segunda-feira, 22, no auditório Joaquim Victor de Hollanda, da Casa da Indústria.
 
Amaro Sales destacou a palestra do ex-ministro da Fazenda Mailson da Nobrega, que será na próxima quinta-feira, dia 25, o Dia da Indústria, sobre “As Perspectivas da Economia Brasileira” e afirmou que será um tema oportuno neste momento de recrudescimento da crise política, com implicações para retomada do crescimento do país.
 
O presidente da FIERN informou também que estará ainda hoje na reunião do Conselho da CNI, que vai tratar do posicionamento da entidade sobre as denúncias que envolver o governo Michel Temer.
 
No início da entrevista, houve a exibição de um vídeo sobre o programa Mais RN, que destacou as potencialidades de desenvolvimento do Rio Grande do Norte. Em seguida, ele lamentou que o cenário político volte a criar um ambiente de incertezas para a economia nacional.
 
Amaro Sales alertou que os 14 milhões de desempregados, no país, e 250 mil, no Estado, demonstram a necessidade de haver uma retomada da atividade econômica. Para ele, a instabilidade na conjuntura política e no governo pode implicar em dificuldades adicionais nessa recuperação.
 
O presidente da FIERN lembrou que a economia dava os primeiros sinais de crescimento, quando houve o agravamento da situação e a nova crise desencadeada na semana passada. Ele acrescentou que o país estava também “no momento das reformas”. “Havia a expectativa da indústria de que houvesse as reformas tributárias, trabalhista e da previdência”, afirmou. Com as dúvidas sobre a continuidade do governo federal, pode haver uma reversão destas expectativas.
 
Amaro Sales informou que vai hoje à tarde participar de uma reunião, em Brasília, na qual a Confederação Nacional da Indústria (CNI) deve discutir a situação que envolve o presidente da República.
 
Ele disse que a partir daí divulgará também o posicionamento da FIERN. “Tenho certeza de que a busca [de uma saída] deve ser dentro da legalidade e da democracia“, disse Amaro Sales. O presidente da FIERN comentou que, independente destas dificuldades conjunturais e estruturais, o setor produtivo resiste e continua trabalhando. “A Indústria é o grande alavancador do desenvolvimento. Os heróis da resistência [os empresários] estão aí todos os dias, continuam trabalhando, dando empregos, gerando riquezas, lutando para sobreviver e vai continuar”, disse.
 
 
Na Semana da Indústria, disse, o Sistema FIERN mostra, como suas entidades contribui para o desenvolvimento. “Temos uma Semana com várias atividades, com informações sobre o setor industrial e o Sistema Indústria — o SESI, o SENAI, o IEL. A programação tem exposição de artes, shows, palestras, seminários, oficinas, cursos mostra de arquitetura, apresentação de empreendimentos de sucesso e ações de responsabilidade social (http://www.fiern.org.br/index.php/semana-da-industria).

Faça seu comentário

Canal Acontece RN

VT institucional - Portal Acontece